Conexão Nanquim: o “rumo ao estrelato” do universo quadrinista brasileiro

Featured Post - HashiPOP - ConexãoVocê jovem padawan que sempre sonhou em ser um astro, um quadrinista de respeito e/ou mangaká da Shonen Jump? Bem… aqui não tem SJ, mas tem Conexão Nanquim!

Que solte o primeiro Kame-hame-ha aquele único indivíduo que seja fã de Mangás/HQs (que, meus amigos, é tudo a mesma coisa) que jamais sonhou em desenhar/escrever a própria série. E ser reconhecido por isto!

É um sentimento bem recorrente e, uma coisa é tão ligada à outra que em eventos de anime, mais normal do que ver nerds bebendo mupy é ver randons tentando vender (e na maioria das vezes, até dar) FANZINEs, que traduz da forma mais evidente possível a vontade que vários possuem de entrarem neste mundo, e farão quase qualquer coisa por uma oportunidade.

Só que, tanto quanto várias outras coisas na vida, fazer/conquistar sozinho é muito mais complicado do que em conjunto, certo? E é dai que alguns grupos surgem: da necessidade de se juntar para fortalecer. E hoje falaremos de um dos mais expoente deles:Conexão Nanquim

Conexão Nanquim é um almanaque digital de histórias em quadrinhos publicado desde março de 2012, inicialmente como Revista Digital Nanquim. O projeto foi se desenvolvendo e ao chegar em sua 9ª edição, a revista recomeçou a numeração com o novo nome, pelo qual é conhecida agora. Neste 1 ano e meio de publicação, mais de 40 títulos passaram pela revista.

— Fonte: (Catarse) Conexão Nanquim.

Atualmente o projeto já conta com mais de 15 colaboradores e segue de portas abertas para que mais e mais apareçam, produzam e publiquem seu próprio conteúdo tanto quanto auxiliem nos já existentes. É claro que (e ainda bem), há alguns pré-requisitos básicos antes que você seja selecionado e possa, de fato, entrar para o grupo, e você poderá conferi-los aqui. A revista tem chamado atenção pelo número de obras e pela qualidade das mesmas, com certo destaque para obras como Menor Que Um Terço e Van.

Por intermédio de nosso amigo Felipe Dias* (que também é um dos colaboradores), falamos rapidamente com Caique Felipe Suikin, editor-chefe da revista, que gentilmente respondeu algumas questões importantes pra vocês:

HashiPOP: Como se deu teu primeiro contato com quadrinhos/mangás?

Foi desde pequeno com os quadrinhos da Turma da Monica, Disney, e de heróis americanos. Com mangá foi mais tardio, sempre fui fã de animes, mas meu primeiro mangá mesmo foi YuYu Hakushô e Full Metal Alchemist, isso já no ensino médio com uns 16 anos… De lá pra cá não parei mais, risos.

hP:  De onde surgiu a ideia da criação da revista e como foi o processo?

Eu sempre quis reunir uma galera e fazer quadrinhos, mas não conhecia muita gente interessada. Mas no finzinho de 2011 eu comecei a entrar na cena de quadrinhos da web, conheci a ação magazine que acabou me inspirando a fazer uma versão online dela, nisso chamei alguns autores que conheci na internet e criamos o projeto e acabou que deu certo e a revista continua até hoje firme e forte, além de termos expandido, agora fazemos parte de um grupo composto também pelas revistas Mangá Pride, Zinext e pelo site de noticias Arte Here.

hP: Qual a vantagem em participar de um projeto como este? (Há alguma forma, direta ou indireta de premiação/compensação para aqueles que o fizerem?)

Começamos como um coletivo, ninguém ganhava dinheiro com o projeto, nem editores nem colaboradores e nem artista, nosso foco sempre foi divulgar artistas que já publicam seus trabalhos de graça em seus blogs e etc, decidimos juntar as audiências, compartilhar publico e aumentar o alcance das obras de cada um. Hoje temos um projeto mais ambicioso pra ser posto em prática ainda esse ano, além é claro do projeto no catarse o qual estamos buscando apoio.

hP: Qual a forma mais fácil de um leitor conseguir acesso ao material e, a forma mais fácil de um possível quadrinista ser publicado?

É acessando nosso site: http://www.conexaonanquim.com.br, lá da pra encontrar todas as nossas edições e também os capítulos das séries separados. Para publicação trabalhamos com recebimento de material, o que chega no nosso e-mail é avaliado e se haver interesse entramos em contato com o autor para discutir as possibilidades de publicação.

hP: Pra finalizar, que mensagem passaria àquelas que sonham publicar quadrinhos?

Pra se dar bem nesse meio eu creio que três coisas sejam fundamentais:
Estude: esteja sempre aprendendo, leia muito, não só desenhe, descubra técnicas, estilos e formas de narrativa, faça isso sempre;
Faça: Não adianta nada passar 30 anos da sua vida em estudos e projetos e não fazer nada, só se aprende fazendo e errando;
Marketing: Saiba se valorizar, mas saiba se relacionar também, ser cortês sempre, e trabalhar muito na divulgação do seu trabalho, saiba ouvir o publico, mas não leve tudo em consideração, use o bom senso.

Fica aí a dica: se tem interesse em trabalhar com este tipo de coisa, a Conexão Nanquim é uma excelente oportunidade. E caso não essa a sua paixão nerd, no mínimo, você terá a chance de conhecer novas histórias oriundas de artistas e revista brasileira. 😉

*Colaborou: Felipe Dias

Anúncios

2 Respostas para “Conexão Nanquim: o “rumo ao estrelato” do universo quadrinista brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s