Porque o sexo masculino é favorecido na cultura asiática

Featured Post - HashiPOP - O sexo favorecidoVocê deveria ter estudado algo relacionado à negócios ou odontologia. Como teu irmão“. Já se perguntou o porque de o sexo masculino ser o preferido em culturas asiáticas? Nós também. Confira a seguir.


NOTA: Este artigo foi originalmente publicado pela nossa amiga Mabel Kwong em seu blog. Somos gratos por nos deixar republicar e definitivamente vocês devem ver mais postagens dela por aqui.


“Seu diploma em Artes é inútil. Você fez o curso errado, fez uma escolha realmente ruim. Você se formou e ainda não consegue arranjar um emprego. Deveria ter estudado algo relacionado à negócios ou odontologia, como fez o teu irmão. Talvez ele consiga te arranjar um emprego.”

É o que a minha mãe me diz o tempo todo. Não é segredo que ela está sempre bajulando meu irmão que estuda algo relacionado à ciência, tem um respeitável emprego em escritório e completou a grade 8 de piano, ao contrário de mim que sou, bem, um espírito livre.

Featured Post - HashiPOP - O sexo favorecido.

(Os homens tendem a serem considerados mais confiáveis, inteligentes e seguros. / Desenho: Mabel Kwong)

Não é segredo também que em culturas asiáticas, os homens são considerados o sexo supremo. O chamado todo-poderoso, inteligente, sabe tudo, o sexo responsável. A maioria dos pais asiáticos preferem ter homens ao invés de mulheres e demonstram infinita adoração sobre a sua descendência masculina.

A história e a origem por trás deste fenômeno é bastante superficial, e na melhor das hipóteses, apenas especulação.

A supremacia branca na Ásia eras atrás talvez explique. À tempos atrás o Ocidente era industrialmente mais desenvolvido e forte economicamente. Enviando em sua maioria homens, eles colonizaram várias nações orientais, e construíram casas e cidades por aqui, do zero.

Talvez no momento em que os asiáticos se viram admirados pelos seus colonizadores  masculinos por darem início à base de sociedades asiáticas estáveis (embora alguns países desprezem o imperialismo e o domínio colonial)

Muito trabalho manual (que exigia vigor físico) teve de ser feito naquela época. Vários imperadores na China antiga usaram escravos homens na construção da Grande Muralha e também na construção de cidades, com as próprias mãos. Trabalhos como a cultivação e colheita de arroz também tinham de ser feitos.

Homens asiáticos são naturalmente maiores e mais fortes fisicamente do que mulheres asiáticas, duas características que foram extremamente vantajosas à eles nestas situações. Os homens bufaram, suspiraram e com sucesso resistiram sob as ordens dos imperadores trazendo pra casa a colheita, deixando em evidência uma atitude de “nós conseguimos”, além de determinação e capacidade de lidar com a responsabilidade imposta.

Enquanto isto, as mulheres asiáticas ficavam em casa de portas fechadas, abanando potes de cozinhar arroz em fogões frágeis e cuidando de crianças. De portas fechadas, na privacidade do lar, onde ninguém conseguiria ver quais habilidades elas tinham ou do que elas eram capazes.

Piedade filial é extremamente valorizada em culturas asiáticas e sem dúvida uma das razões pela qual os homens são favorecidos. Homens matem seus sobrenomes quando casam, e as mulheres casadas geralmente usam o sobrenome de seus maridos. Sendo assim, os homens tem uma consciência de “ficar” e “pertencer” com a família da qual veio pela vida toda. Ter filho(s) naturalmente significa que haverá “alguém na família” para cuidar dos pais, e cobri-los de ouro e dinheiro quando eles envelhecerem.

Por outro lado, talvez seja também por todas essas razões que as mulheres são constantemente estereotipadas como fracas, passivas, submissas e covardes em famílias asiáticas.

O que reafirma a mentalidade de que os homens asiáticos são superiores às mulheres asiáticas é a suposição frequente de eles estão sempre certos. Isto é, ninguém realmente questiona suas conquistas ou a legitimidade e a ética de suas ações e escolhas (quando homens asiáticos são questionados, geralmente são por outros homens).

Este é o caso na minha família.

Na maioria dos dias em que meu irmão chega em casa, minha mãe pergunta: “Como foi teu dia? O que fez na aula? O que tem feito no trabalho atualmente?

E meu irmão provavelmente diz algo como: “Teve reunião hoje no trabalho. Discutimos um monte de coisas e estamos fazendo isso e aquilo para o projeto.

Wahhh! Impressionante! Você consegue fazer várias coisas! E o que acontece agora? Como isso funcionará?

Quando eu chego em casa, mãe me pergunta: “O que fez hoje? Como foi no trabalho?

Eu digo: “Eu fiz isso, isso e aquilo. Tô escrevendo a história agora

Você consegue fazer isto ou não? Você ao menos sabe como fazer?

Com determinação, qualquer um pode fazer ou conquistar várias coisas.

[confira nossa página no facebook]

E você, é de família asiática ou mesmo conhece alguém que seja (ou ainda) tem alguma história de alguma forma relacionada com este assunto? Se sim, por favor, divida conosco nos comentários abaixo. Adoraríamos conversar sobre!

Anúncios

2 Respostas para “Porque o sexo masculino é favorecido na cultura asiática

  1. Oi Raito-kun! Cá estou eu para comentar a respeito disso deste ótimo post, acho importante promover discussões como esta.

    Como neta de um japonês de Hokkaido, infelizmente posso dizer que estas situações acontecem bastante. Minha família até que não chega a ser tão tradicional assim, mas de fato há uma preferência ao homem que a mulher, os homens são sempre mais respeitados e as mulheres são criadas como pessoas submissas que têm a obrigação de respeitá-los, e eu, como mulher fico triste, mas não sinto uma opressão tão forte, não como minhas tias e mãe. ^^

    Quem sabe isto mude com o tempo, já que a mulher está conseguindo conquistar mais e mais coisas.

    • Ei, N2A-chan!

      Primeiramente, muito obrigado por dividir conosco a sua história sobre este assunto que, apesar de extremamente chato, deve-se discuti-lo, certo?

      Acho importante mostrar pra esses jovens que se dizem tão apaixonados por animes e mangás e outras mídias japonesas/asiáticas que apesar da cultura por lá ser sim FANTÁSTICA, nem tudo é um mar de rosas.

      Meu primeiro contato com este assunto, aliás, foi por intermédio de uma amiga descendente de japoneses. Apesar dela ter nascido no Brasil e tudo mais, a família dela parece ser bem tradicional e o peso colocado nela em vários tipos de situações (inclusive, pessoais) é gigantesco. É quase como se fosse obrigada a fazer apenas o que foi dito e esperado dela e aceitar tudo de bom grado e calada. É algo sofrível só de ver, imagine de vivenciar. :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s